As estações da vida.

24 julho 2013

Clima frio, pessoas frias, corações machucados, cabeças quentes, pessoas sorrindo, pessoas chorando. Estou parecendo uma dramática com esse inicio de texto, mas na realidade eu sempre fui um pouco dramática, não é mesmo? Gosto de coisas, pessoas e palavras intensas e, as vezes, um pouco confusas. Talvez seja um defeito, ou talvez, não. Na realidade, sou uma pessoa muito complexa, complicada e confusa. Essa é uma característica que, muitas vezes, assusta as pessoas, fazendo com que elas desistam de mim tão facilmente. Mas, eu não me importo com isso, pois quem realmente quer, não desiste tão fácil. Tenho meus objetivos, portanto aprendi a lutar por eles. Nesses últimos dias, tenho aprendido muitas coisas. Hoje posso dizer com tranquilidade: eu estou bem, não se preocupe. Pois é, apesar de todas aquelas complicações dos meus sentimentos, apesar daquela nostalgia, de toda aquela ilusão do meu mundinho de sonhos, enfim, apesar de tudo isso, posso dizer que estou bem. Incrível, não é mesmo? Aprendi que, nada me impede de ser feliz. Sabe por quê? Porque eu aprendi uma coisa fundamental na minha vida, aprendi a me amar. Quando você se coloca em primeiro lugar, as coisas parecem caminhar, mesmo que elas estejam tão difíceis. Quando você aprende a se amar, aprende também a se livrar de tudo aquilo que te faz mal, estou falando de: pessoas, objetos, opiniões, lembranças, mágoas. Estou apenas crescendo e aprendendo com os meus erros, com os meus tropeços. Enfim, estou mudando pouco a pouco. Me sinto bem no meu mundinho de cores, ou como muitos dizem, meu mundo de ilusões. Mas, seja lá como for, me sinto bem. Qual o problema em sonhar um pouco? Talvez, até tenha, mas não estou me importando com isso agora. Estou acordando com aquela sensação: ninguém pode estragar a minha felicidade, nem o meu dia. Gosto de abrir a janela quando acordo, pois deixo o vento levar toda a poeira embora, deixo o vento levar pra longe todo o mal. Esses últimos dias têm sido de frio, mas o frio tem uma beleza em si, que talvez, ninguém reconheça. Mas, assim como na nossa vida, temos que passar por todas as estações do ano: primavera, verão, outono e inverno. A primavera significa aqueles dias de esperança, em que tudo se transforma em belas flores, que enfeitam o nosso jardim. O verão trás consigo o sol que representa o brilho dos sorrisos que nascem nos rostos daquelas pessoas que trazem consigo uma tranquilidade, um sentimento bonito, o amor. O outono é a fase da qual as folhas caem, mas para que novas passam nascer, é como aquelas pessoas que nos deixam, aquelas que decidem ir embora sem explicações, mas para que pessoas novas possam ocupar aquele lugarzinho. Mas, e o inverno? O que ele representa para você? É difícil dar um significado para o inverno. Mas, na minha vida, o inverno é aquela parte em que tudo na sua vida parece não ter sentido, aquele momento em que está tudo uma confusão, porém aquele frio ajuda você a pensar tanto que, você acaba entendendo tantas coisas. O frio te ajuda a pensar, e as vezes, até te ajuda a esfriar alguns sentimentos que você precisa esquecer. Gosto do frio, da sensação ao ficar debaixo das cobertas lendo um bom livro e tomando um chá bem quente. Enfim, aprendi a aproveitar mais a vida do que perder tanto tempo lamentando.

Um comentário:

  1. Muito bom, até me arrepiei. Não desiste do seu blog não, continue postante os teus textos, juro que vou ler todos, beijos http://blog-epicos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir